sexta-feira, 29 de maio de 2009

Programa Minha Casa Minha Vida

Sou autônomo, como comprovar renda para financiar a casa própria?
Estive em uma agencia da CEF e existem varias possibilidades de comprovar rendimentos na hora de financiar a casa própria. Quem não tem emprego formal deve se valer de extratos bancários que comprovem movimentação financeira, extratos de cartão de crédito, recibos de pagamento de aluguel, agua, luz e telefone. A famosa declaração de renda dada por um contador, sozinha não surtirá efeito.
Se o autônomo não possui conta bancária, sugiro que procure uma agencia da CEF e abra uma conta de poupança e nela realize depósitos de todos os rendimentos que tiver. Essa movimentação será analisada pelo banco. A conta de poupança é aberta mesmo se o cliente estiver negativado nos órgãos de proteção ao crédito. Existem outras contas que o cliente pode abrir, vai depender do seu perfil.
Em tempo, caso tenha uma restrição no SERASA, cartório ou SPC, o banco não dará a carta de crédito. Se for essa a situação, sugiro que entre no Tribunal Especial de Pequenas Causas, com um pedido de liminar contra todas as negativações e as discuta em juizo. Dessa maneira em no maximo 48 horas o juiz julga o pedido e o concede por jurisprudência (enquanto voce estiver discutindo juridicamente as dividas, não poderá haver negativação, isso para qualquer divida: cheques, financiamentos, cartões de crédito, cartório, etc) e voce não vai precisar de um advogado para isso.
Com a liminar concedida, todos os orgão de proteção terão de retirar seu nome e voce poderá realizar seu financiamento imobiliário.


eduardo teixeira

A diferença entre CDC e Leasing

Existem duas maneiras hoje de se comprar um carro.
Uma é o CDC e a outra é o Liesing.
Qual a diferença entre essas maneiras?
NO CDC eu peço um crédito e compro o carro. Cada mes quando eu pago uma parcela, pago uma parcela do carro.
Já no Leasing é uma espécie de aluguel com opção de compra no final.
É comum encontrar amigos dizendo que já pagaram metado do seu carro. Isso só será uma verdade no caso de CDC,
se for Leasing a dívida é bem maior. Sugiro que verifique com o banco que realizou o negócio o valor real da divida.

eduardo teixeira

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Frase do dia

Transforme Energia em Auto-estima - Crise em Oportunidade - Medo em Coragem.

EDUARDO TEIXEIRA

10 DICAS PARA SER UM EMPREENDEDOR

Professor Luiz Marins*

Nunca como hoje, as empresas precisaram de verdadeiros “empreendedores”. Cada funcionário deve ter a atitude e comportamentos de “dono do negócio” e as empresas de sucesso são aquelas que tem em seus quadros verdadeiros “empreendedores”.

Até mesmo as universidades vêm discutindo como formar empreendedores em todas as áreas do conhecimento. Isso se deve ao fato de que mesmo como pesquisador, professor, cientista, se a pessoa não tiver espírito empreendedor dificilmente vencerá nos dias de hoje.

Com as empresas enxugando seus quadros, terceirizando seus serviços, o profissional moderno deve ter igualmente uma perspectiva de ser auto-empregado e portanto ser a cada dia mais empreendedor de suas próprias capacidades.

Uma das coisas que mais me perguntam nos programas de televisão ou durante cursos e atividades de consultoria é quais as reais características de um empreendedor e como formar ou transformar alguém em empreendedor.

Quais as principais características de um "empreendedor"? Aqui vão elas:

Boas idéias são comuns a muitas pessoas. A diferença está naqueles que conseguem fazer as idéias transformarem-se em realidade, isto é, implementar as idéias. A maioria das pessoas fica apenas na "boa idéia" e não passa para a ação. O empreendedor passa do pensamento à ação e faz as coisas acontecerem;
Todo empreendedor tem uma verdadeira paixão por aquilo que faz. Paixão faz a diferença. Entusiasmo e Paixão são as principais características de um empreendedor!
O empreendedor é aquele que consegue escolher entre várias alternativas e não fica pensando no que deixou para trás. Sabe ter foco e fica focado no que quer;
O empreendedor tem profundo conhecimento daquilo que quer e daquilo que faz e se esforça continuadamente para aumentar esse conhecimento sob todas as formas possíveis;
O empreendedor tem uma tenacidade incrível. Ele não desiste!
O empreendedor acredita na sua própria capacidade. Tem alto grau de auto-confiança;
O empreendedor não tem fracassos. Ele vê os "fracassos" como oportunidades de aprendizagem e segue em frente;
O empreendedor faz uso de sua imaginação. Ele imagina-se sempre vencedor;
O empreendedor tem sempre uma visão de vários cenários pela frente. Tem, na cabeça, várias alternativas para vencer;
O empreendedor nunca se acha uma "vítima". Ele não fica parado, reclamando das coisas e dos acontecimentos. Ele age para modificar a realidade!
Pense nisso. Você tem estas características? Como é o seu pessoal? Você já pensou em criar programas para desenvolver no seu pessoal o necessário espírito empreendedor para enfrentar os desafios deste final de século?

* O autor: O Professor Luiz Marins é antropólogo e consultor. Este seu artigo foi publicado na TAM Magazine de agosto/2005.

Empreendedorismo

Prof. Dr. José Dornelas(*)

O interesse de toda a sociedade em relação aos pequenos negócios é explicado pelo seu grande significado político e econômico. Político porque as micro e pequenas empresas funcionam como fator de equilíbrio da estrutura empresarial brasileira e coexistem com as grandes empresas. Econômico porque geram grande número de empregos, por isso, contribuem muito na geração de receitas e na produção de bens.
No entanto, muitos empresários não conseguem manter as portas de suas empresas abertas por muito tempo. Pesquisas do SEBRAE-SP mostram que cerca de 58% das empresas de pequeno porte abertas em São Paulo não passam do terceiro ano de existência.
O que leva tantas empresas à extinção? O que faz com que outras sobrevivam aos trancos e barrancos?
O fracasso pode estar ligado à falta de dinheiro no mercado, escassez de recursos próprios, entrada de novos concorrentes e mudanças das políticas do governo. Mas, uma das causas mais freqüentes do fracasso está ligada, diretamente, aos próprios empreendedores, isto é, à falta de habilidade administrativa, financeira, tecnológica e mercadológica.
A força que empurra o empresário para o sucesso é, sem dúvida, a vontade de enfrentar o desafio de abrir o próprio negócio. Mas somada a essa vontade tem que haver a disposição para adquirir conhecimentos e para desenvolver comportamentos adequados a empreendedores bem-sucedidos.
Pesquisas feitas com empresários de sucesso identificaram qualidades especiais comuns a todos eles e que foram responsáveis por garantir o seu lugar no mercado. Dentre uma destas qualidades, está a importância que os empresários dão ao plano de negócios, utilizado-o não apenas como um documento para captação de recursos, mas como uma ferramenta de gestão empresarial, sendo visto como um mapa que guiará a empresa ao seu destino e ao cumprimento de seus objetivos.
Porém, antes de iniciar precisamos esclarecer que o empreendedorismo pode ser tanto corporativo quanto de “start-up”:
Empreendedorismo corporativo – procura trabalhar os conceitos do empreendedorismo e da inovação através de programas voltados ao desenvolvimento do perfil empreendedor de funcionários e executivos e na implementação de novos projetos e negócios corporativos. Aplica-se a empresas já constituídas, de médio e grande porte, através de treinamentos, palestras, seminários, workshops e consultorias.
Empreendedorismo de start-up – procura trabalhar com potenciais empreendedores e empresas inovadoras em estágio inicial de desenvolvimento, através de treinamentos, palestras e consultorias relacionadas ao empreendedorismo, plano de negócios, inovação e capital de risco.
EMPREENDEDORISMO EM 7 PASSOS:
1. Assumir riscos Esta é a primeira e uma das maiores qualidades do verdadeiro empreendedor. Arriscar conscientemente é ter coragem de enfrentar desafios, de tentar um novo empreendimento, de buscar, por si só, os melhores caminhos. É ter autodeterminação. Os riscos fazem parte de qualquer atividade e é preciso aprender a lidar com eles.
2. Identificar oportunidades Ficar atento e perceber, no momento certo, as oportunidades que o mercado oferece e reunir as condições propícias para a realização de um bom negócio é outra marca importante do empresário bem-sucedido. Ele é um indivíduo curioso e atento a informações, pois sabe que suas chances melhoram quando seu conhecimento aumenta.
3. Conhecimento, organização e independência Quanto maior o domínio de um empresário sobre um ramo de negócio, maior será sua chance de êxito. Esse conhecimento pode vir da experiência prática, de informações obtidas em publicações especializadas, em centros de ensino, ou mesmo de "dicas" de pessoas que montaram empreendimentos semelhantes.
Possuir senso de organização, ou seja, ter capacidade de utilizar recursos humanos, materiais, financeiros e tecnológicos de forma racional. É bom não esquecer que, na maioria das vezes, a desorganização principalmente no início do empreendimento compromete seu funcionamento e seu desempenho.
Determinar seus próprios passos, abrir seus próprios caminhos, ser seu próprio patrão, enfim, buscar a independência é meta importante na busca do sucesso. O empreendedor deve ser livre, evitando protecionismos que, mais tarde, possam se transformar em obstáculos aos negócios. Só assim surge a força necessária para fazer valer seus direitos de cidadão-empresário.
4. Tomar decisões O sucesso de um empreendimento, muitas vezes, está relacionado com a capacidade de decidir corretamente. Tomar decisões acertadas é um processo que exige o levantamento de informações, análise fria da situação, avaliação das alternativas e a escolha da solução mais adequada. O verdadeiro empreendedor é capaz de tomar decisões corretas, na hora certa.
5. Liderança, dinamismo e otimismo Liderar é saber definir objetivos, orientar tarefas, combinar métodos e procedimentos práticos, estimular as pessoas no rumo das metas traçadas e favorecer relações equilibradas dentro da equipe de trabalho, em torno do empreendimento. Dentro e fora da empresa, o homem de negócios faz contatos. Seja com clientes, fornecedores e empregados. Assim, a liderança tem que ser uma qualidade sempre presente.
Um empreendedor de sucesso nunca se acomoda, para não perder a capacidade de fazer com que simples idéias se concretizem em negócios efetivos. Manter-se sempre dinâmico e cultivar um certo inconformismo diante da rotina é um de seus lemas preferidos.
O otimismo é uma característica das pessoas que enxergam o sucesso, em vez de imaginar o fracasso. Capaz de enfrentar obstáculos, o empresário de sucesso sabe olhar além e acima das dificuldades.
6. Planejamento e plano de negócios Liderar é saber definir objetivos, orientar tarefas, combinar métodos e procedimentos práticos, estimular as pessoas no rumo das metas traçadas e favorecer relações equilibradas dentro da equipe de trabalho, em torno do empreendimento. Dentro e fora da empresa, o homem de negócios faz contatos. Seja com clientes, fornecedores e empregados. Assim, a liderança tem que ser uma qualidade sempre presente.
Existe uma importante ação que somente o próprio empreendedor pode e deve fazer pelo seu empreendimento: planejar, planejar e planejar. No entanto, é notória a falta de cultura de planejamento do brasileiro, que por outro lado é sempre admirado pela sua criatividade e persistência.
Os fatos devem ser encarados de maneira objetiva. Não basta apenas sonhar, deve-se transformar o sonho em ações concretas, reais, mensuráveis. Para isso, existe uma simples, porém para muitos, tediosa, técnica de se transformar sonhos em realidade: o planejamento.
Muito do sucesso creditado às micro e pequenas empresas em estágio de maturidade é creditado ao empreendedor que planejou corretamente o seu negócio e realizou uma análise de viabilidade criteriosa do empreendimento antes de colocá-lo em prática.
Quando se considera o conceito de planejamento, têm-se pelo menos três fatores críticos que podem ser destacados:
1.
Toda empresa necessita de um planejamento do seu negócio para poder gerenciá-lo e apresentar sua idéia a investidores, bancos, clientes e para seus parceiros, sejam eles fornecedores ou seus funcionários,
2.
Toda entidade provedora de financiamento, fundos e outros recursos financeiros necessita de um plano de negócios da empresa requisitante para poder avaliar os riscos inerentes ao negócio, e
3.
Poucos empresários sabem como escrever adequadamente um bom plano de negócios. A maioria destes é composta de micro e pequenos empresários, os quais não têm conceitos básicos de planejamento, vendas, marketing, fluxo de caixa, ponto de equilíbrio e projeções de faturamento. Quando entendem o conceito, geralmente não conseguem colocá-lo objetivamente em um plano de negócios.
7. Tino empresarial O que muita gente acredita ser um "sexto sentido", intuição, faro empresarial, típicos de gente bem-sucedida nos negócios é, na verdade, na maioria das vezes, a soma de todas as qualidades descritas até aqui. Se o empreendedor reúne a maior parte dessas características terá grandes chances de êxito. Quem quer se estabelecer por conta própria no mercado brasileiro e, principalmente, alçar vôos mais altos na conquista do mercado externo deve saber que clientes, fornecedores e mesmo os concorrentes só respeitam os que se mostram à altura do desafio.
Considerações Finais Com o constante aumento do desemprego, muitos ex-funcionários de empresas têm se jogado, sem qualquer preparo, na aventura de montar um negócio próprio, com o sonho de independência financeira, de liberdade e de ficar rico. A história tem mostrado que uma pequena parcela desses mesmos aventureiros, também chamados de empreendedores, são os grandes responsáveis pelo desenvolvimento econômico e crescimento do país. Porém, a grande maioria encontra uma nova decepção quando opta pelo negócio próprio e acaba conhecendo uma realidade cruel, a qual mostra quão vil é o mercado com aqueles que não estão preparados.
A economia de mercado não permite aos principiantes ou apenas sonhadores saírem vitoriosos. Isso não significa que se devem aceitar os fatos e deixar que o mercado sempre imponha as regras do jogo. Pode-se sim, com um planejamento eficaz, contínuo e, o mais importante, com uma análise realista, construir empresas de sucesso mesmo em tempos de crise. Para isso, o futuro empreendedor deve compreender as regras do jogo antes de jogar e se convencer, a partir de dados concretos, que há uma possibilidade de sucesso no futuro empreendimento.
O problema é que as ferramentas disponíveis a esses empreendedores, destinadas a fornecer-lhes suporte nesta tarefa, são mal compreendidas e precariamente utilizadas. O plano de negócios é um exemplo claro de ferramenta de gestão comprovadamente eficiente em muitos casos, mas que, em outros, pelo fato de não ser adequadamente compreendida, acaba não agregando valor à ação empreendedora e cai no descrédito.
Os fatores principais que levam a esse cenário são muitos, mas o principal é o fator cultural do brasileiro que não crê no planejamento e prefere errar e aprender com os erros. Essa experiência de aprender com os erros seria sempre válida se fosse possível repeti-la mais de uma ou duas vezes, o que geralmente não ocorre por diversos fatores, tais como quantidade de recursos escassos, tanto financeiros como materiais, e número limitado de investidores dispostos a investir.
Desta forma, é cada vez mais evidente e necessário que os empreendedores não apenas possuam as qualidades necessárias, mas principalmente, que vejam o planejamento, materializado por meio do plano de negócios, como a sua principal arma para construir ou levar o seu empreendimento a um crescimento com bases sólidas e rumo ao sucesso.
O tema é extenso, porém procuramos abordar os principais pontos de forma a apresentar a você quais os principais requisitos para ser um empreendedor de sucesso, seja dentro da empresa onde você trabalha ou naquela que você deseja constituir!

(*) Prof. Dr. José Dornelas é um dos maiores especialistas nacionais em empreendedorismo e plano de negócios, autor de best-sellers pela editora Campus: "Empreendedorismo, transformando idéias em negócios", "Planejando incubadoras de empresas" e "Empreendedorismo Corporativo", tendo sido, este último, finalista do prêmio Jabuti 2004. Tem atuado como colaborador da ADVANCE Marketing(www.advancemarketing.com.br) desde 2002 e é sócio da Empreende Brasil (www.empreende.com.br)

Fonte: MSDN (http://www.microsoft.com/brasil/msdn/Tecnologias/Carreira/Empreendedorismo.mspx)

Perfil Do Empreendedor

Está cansado de ser colaborador? Tem ideias e não as pode concretizar no seu local de trabalho? Ou não consegue arranjar emprego porque o mercado está difícil e pensa em ter o seu negócio próprio?
Estas são algumas perguntas de partida para quem se quer tornar num empreendedor. Mas a decisão é mais difícil do que parece e não basta o "querer".


Ser o seu próprio patrão

Para ser um empreendedor de sucesso é essencial que tenha algumas características específicas. A garra, a força de vontade e a determinação são, talvez, as mais importantes, mas há outras a considerar.

Lidar com os riscos

Como actua perante os riscos? Nem todas as pessoas agem da mesma forma e se há aqueles que preferem evitá-los, há também quem os encare sem qualquer preocupação.
Como empreendedor, é essencial que tenha disposição para correr riscos, mas todo o cuidado é pouco. Arriscar é enfrentar desafios conscientemente porque disso depende o seu sucesso. Seja capaz de conviver e sobreviver a essa instabilidade. Os riscos fazem parte de qualquer actividade e só precisa de aprender a administrá-los.
Se alguma coisa não correr da melhor forma e estiver em situação de crise, não tome o fracasso como uma derrota. É apenas um resultado como qualquer outro. Reaja e aprenda com os erros.

Ter Iniciativa e ser otimista

Um empresário de sucesso deve ser criativo e fazer muita pesquisa. A iniciativa envolve decisões ousadas na procura de uma realização e independência. Determine os próximos passos do rumo da sua vida e seja optimista na sua concretização. Enfrente os obstáculos com confiança e tenha como meta o sucesso. A ambição é necessária porque a estabilidade de um empreendedor pode ser um caminho longo e difícil. Seja dinâmico e não se acomode.

Conhecer o ramo

É essencial que conheça o mercado e o ramo em que pretende actuar. Deste modo, é-lhe mais fácil perceber as hipóteses de sucesso e prevenir-se em relação a percalços que possam surgir.
Se não possui um bom conhecimento do ramo procure aprender tudo sobre o seu negócio com a ajuda de clientes, colaboradores, parceiros, etc. Faça algumas leituras e cursos. Lembre-se de que precisa manter-se actualizado e em constante aprendizagem.

Ser curioso

Se quer ser um empreendedor de sucesso prepare-se para pesquisar novos caminhos, seja nas férias ou no trabalho, nas revistas ou a ver televisão. Um empreendedor necessita de estar sempre atento às oportunidades de negócio e no altura certa em que surgem no mercado. Não se canse de procurar porque pode sempre surgir um empreendimento melhor.

Saber organizar

A organização é fundamental para o sucesso de qualquer negócio. Entenda por organização possuir os melhores recursos, como a aplicação de recursos humanos, materiais e financeiros, e integrá-los de uma forma lógica, racional e harmoniosa.
Defina metas e garanta a execução dos trabalhos dentro do prazo estabelecido.

Ser líder

Para um empreendedor é necessário que tenha boas capacidades de liderança. Tem de organizar, redireccionar esforços e manter a motivação dos seus colaboradores. Eles estão sob a sua coordenação e por isso tem de criar uma filosofia de trabalho, definindo objectivos e métodos, ao mesmo tempo que implementa um bom relacionamento entre a equipa de trabalho.
Dê um pouco de liberdade para conseguir extrair o que há de melhor neles e estabeleça uma relação interpessoal expondo e ouvindo as suas ideias.

terça-feira, 26 de maio de 2009

Sam Walton fundador do WAL MART


SABEDORIA WAL MART


Palavras de Walton, fazendo a abertura de um programa de
treinamento para seus funcionários:

Eu sou o homem que vai a um restaurante, senta-se à mesa e pacientemente espera, enquanto o garçom faz tudo, menos anotar o meu pedido.

Eu sou o homem que vai a uma loja e espera calado, enquanto OS vendedores
Terminam suas conversas particulares.

Eu sou o homem que entra num posto de gasolina e nunca toca a buzina, mas
Espera pacientemente que o empregado termine a leitura do seu jornal.

Eu sou o homem que explica sua desesperada e imediata necessidade de uma peça,
Mas não reclama quando a recebe após três semanas somente.

Eu sou o homem que, quando entra num estabelecimento comercial, parece estar
Pedindo um favor, ansiando por um sorriso ou esperando apenas ser notado.

Eu sou o homem que entra num banco e aguarda tranqüilamente que as recepcionistas e os caixas terminem de conversar com seus amigos, e espera pacientemente. Enquanto os funcionários trocam idéias entre si ou, simplesmente abaixam a cabeça e fingem não me ver.

Você deve estar pensando que sou uma pessoa quieta, paciente, do tipo que nunca cria problemas. Engana-se.

Sabe quem eu sou?

"Eu sou o cliente que nunca mais volta!"

Divirto-me vendo milhões sendo gastos todos os anos em anúncios de toda ordem, para levar-me de novo à sua firma.

Quando fui lá, pela primeira vez, tudo o que deviam ter feito era apenas a pequena gentileza, tão barata, que é um pouco mais de "CORTESIA".

"CLIENTES PODEM DEMITIR TODOS DE UMA EMPRESA, SIMPLESMENTE
GASTANDO SEU DINHEIRO EM ALGUM OUTRO LUGAR"

Samuel Moore Walton (Kingfisher, 29 de março de 1918 – 5 de abril de 1992) foi o fundador da maior rede de varejo do mundo, a Wal-Mart, e de outra também entre as maiores, o Sam's Club. Ele é o patriarca da Família Walton, a família mais rica do mundo.

Fortuna

Após a morte de Sam Walton em 1992 sua fortuna era estimada em US$ 25 bilhões, em 2003 após divulgada a lista dos americanos mais ricos do mundo, Helen, Alice, Jim, John e Robson Walton – respectivamente a viúva e os filhos de Sam Walton - ocupavam da quarta à nona posição. Com fortunas de US$ 20,5 bilhões por cabeça, os herdeiros consolidaram-se na posição de família mais rica do mundo, com patrimônio conjunto de US$ 102,5 bilhões. É quase exatamente a soma das fortunas de Bill Gates, Warren Buffett e Paul Allen, os três primeiros do ranking então.

Curiosidades

Sam Walton possuía hábitos simples, sempre lavava o próprio prato após as refeições e sua filosofia para a Wal-Mart era: não há preço baixo na loja sem custo na empresa. Por isso, é preciso economizar cada centavo.
A essência da empresa de Sam Walton sempre foi e continua sendo o preço baixo de seus produtos.
Ele também impôs uma série de rituais preservados até hoje. Tais como:
Antes de toda reunião todos bradam cada letra da palavra Wal-Mart, dão uma rebolada ao anunciar o hífen e soltam os pulmões para gritar que o cliente é o número 1, sempre.
Todos os funcionários entoam o grito de guerra da empresa mesmo que morram de vergonha.
Quando um cliente chega a menos de 3 metros de distância, todo funcionário deve sorrir e perguntar educadamente: "Oi, como vai?"
Plano de crescimento e de carreira para seus associados, e ainda a participação nos lucros
Sam Walton encorajava seus executivos a ir à sede da empresa aos sábados para uma reunião com suas famílias hábito que se mantém até hoje.
O Wal-Mart nutre antipatia visceral por sindicatos.
Qualquer funcionário pode se queixar dos chefes aos executivos do escalão superior.
Os escritórios da empresa e as roupas usadas pelos funcionários são simples espartanos, o que ajuda a diminuir os custos.
A cultura do Wal-Mart lembra uma cidadezinha americana, com valores familiares conservadores.
A reunião anual de acionistas, na pacata Bentonville, tem shows de música pop e astros do cinema.

Filosofia

«Compre barato, venda barato, mantenha as prateleiras bem sortidas, trate os clientes com respeito, valorize seus colaboradores e preste muita atenção aos acertos da concorrência.»
(Sam Walton)


Biografia na Wikipédia

sábado, 23 de maio de 2009

O Segredo (The Secret)

Motivação não dura

Dizem que a motivação não dura, pois bem, o banho tambem não.
Por isso ele é recomendado com frequencia.

Zig Ziglar*


* Zig Zilar é escritor e orador mundialmente conhecido, cuja lista de clientes inclui milhares de executivos, empresas da lista Top 500 da revista Fortune, agências do governo dos Estados Unidos, igrejas, faculdades e organizações de caráter filantrópico. Vários de seus 25 livros se tornaram Best-sellers

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Historia de Motivação - Os 3 Leões



Numa determinada floresta havia 3 leões.

Um dia o macaco, representante eleito dos animais súditos, fez uma reunião com toda a bicharada da floresta e disse:
- Nós, os animais, sabemos que o leão é o rei dos animais, mas há uma dúvida no ar:

existem 3 leões fortes. Ora, a qual deles nós devemos prestar homenagem? Quem, dentre eles, deverá ser o nosso rei?

Os 3 leões souberam da reunião e comentaram entre si:

- É verdade, a preocupação da bicharada faz sentido, uma floresta não pode ter 3 reis, precisamos saber qual de nós será o escolhido.

Mas como descobrir ?

Essa era a grande questão: lutar entre si eles não queriam, pois eram muito amigos.
O impasse estava formado.
De novo, todos os animais se reuniram para discutir uma solução para o caso. Depois de usarem técnicas de reuniões do tipo brainstorming, etc. eles tiveram uma idéia excelente. O macaco se encontrou com os 3 felinos e contou o que eles decidiram:

- Bem, senhores leões, encontramos uma solução desafiadora para o problema. A solução está na Montanha Difícil.

- Montanha Difícil ? Como assim ?

- É simples, ponderou o macaco. Decidimos que vocês 3 deverão escalar a Montanha Difícil. O que atingir o pico primeiro será consagrado o rei dos reis.

A Montanha Difícil era a mais alta entre todas naquela imensa floresta. O desafio foi aceito. No dia combinado, milhares de animais cercaram a Montanha para assistir a grande escalada.

O primeiro tentou. Não conseguiu. Foi derrotado.

O segundo tentou. Não conseguiu. Foi derrotado.

O terceiro tentou. Não conseguiu. Foi derrotado.

Os animais estavam curiosos e impacientes, afinal, qual deles seria o rei, uma vez que os 3 foram derrotados ? Foi nesse momento que uma águia sábia, idosa na idade e grande em sabedoria, pediu a palavra:

- Eu sei quem deve ser o rei!!! Todos os animais fizeram um silêncio de grande expectativa. - A senhora sabe, mas como? todos gritaram para a Águia. - É simples, - confessou a sábia águia, - eu estava voando entre eles, bem de perto e, quando eles voltaram fracassados para o vale, eu escutei o que cada um deles disse para a montanha.

O primeiro leão disse: - Montanha, você me venceu!

O segundo leão disse: - Montanha, você me venceu!

O terceiro leão também disse: - Montanha, você me venceu, por enquanto! Mas você, montanha, já atingiu seu tamanho final, e eu ainda estou crescendo.

- A diferença, - completou a águia, - é que o terceiro leão teve uma atitude de vencedor diante da derrota e quem pensa assim é maior que seu problema: é rei de si mesmo, está preparado para ser rei dos outros.
Os animais da floresta aplaudiram entusiasticamente ao terceiro leão que foi coroado rei entre os reis.


MORAL DA HISTÓRIA: Não importa o tamanho de seus problemas ou dificuldades que você tenha; seus problemas, pelo menos na maioria das vezes, já atingiram o clímax, já estão no nível máximo - mas você não. Você ainda está crescendo. Você é maior que todos os seus problemas juntos. Você ainda não chegou ao limite de seu potencial e performance. A Montanha das Dificuldades tem tamanho fixo, limitado.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Frases famosas



"A vida está cheia de desafios que, se aproveitados de forma criativa,
transformam-se em oportunidades".
Maxwell Maltz*

* Maxwell Maltz (1899-1975) foi um psicólogo que desenvolveu a Psico-Cibernética ou Psicocibernética - um sistema empregado para melhorar a auto-imagem e a auto-confiança, de modo a conduzir a uma vida mais bem sucedida.

Decidi Vencer o Medo de Vencer


por Silvio Carajeleascov


Talvez você, assim como eu, já tenha tido a sensação de realmente ter tomado uma decisão que mudaria sua vida. O resultado seria realizar enfim aquilo que desejava. Isso fez com que dezenas de vezes ou mais, eu fosse dormir ou acordasse dizendo que naquele momento tudo seria diferente. Hábitos e padrões de comportamento que eram nocivos a mim, já identificados em dezenas e dezenas de cursos, conversas, divagações, brain storms (Explosões de palpite) teriam mudado. Sua transformação teria o poder de mudar minha existência. Tenho que admitir que normalmente a grande decisão não seja necessariamente fruto de um momento único, repleto de euforia e êxtase ou simplesmente devido a uma frase, um pensamento ou a influência de uma pessoa, veio através de tudo isso junto e muito mais. Preste atenção a esta história:

“Um homem estava tentando quebrar uma grande pedra com sua marreta, já havia batido nela no mesmo ponto 199 vezes. Concentrou sua energia mais uma vez para dar mais uma marretada com toda força sob os olhares atentos e estupefatos das pessoas que o assistiam fazer esse trabalho com tamanha perseverança. Na última marretada, um som diferente e estrondoso foi ouvido. Percebeu-se então, que a pedra havia se partido quase cirurgicamente no exato ponto da última batida. Um dos observadores se aproximou e disse:

– Você conseguiu quebrar a pedra com a sua última marretada.

O homem da marreta olhou para o observador dizendo a ele:

– Não, desculpe-me eu discordo do senhor.

“Eu quebrei a pedra com 200 marretadas, a última nada teria significado se não fossem as anteriores para enfraquecer a resistência dessa pedra”.

O poder da decisão está relacionado com a intensidade daquilo que desejamos e dos outros fatores que influenciaram a nossa tomada de decisão. Por exemplo: saber o que realmente desejamos.

Muitas vezes nas nossas vidas, desejamos fazer coisas que a princípio parecem tão fora da realidade, para nós quase impossível (leia bem eu disse quase impossível), apesar de não ser impossível, que quando falamos sobre elas, uma distância quase intransponível fica evidente. Acreditamos sem muita certeza e começamos a falar de como seria realizar aquilo. Aos poucos algumas coisas começam a se tornar mais evidentes, afinal quando sabemos para onde olhar ou o que procuramos, identificando o alvo ou objeto, torna-se mais simples e realmente mais fácil. Porém, até que tenhamos o máximo grau de comprometimento e crença naquilo que desejamos, acabamos passando por um processo lento de transformação, digno de reconhecimento pelo alto nível de persistência, teimosia e muita, muita perseverança. Mudar assusta e pensar em melhorar nossos resultados vai exigir fé, determinação e esperança de poder ser melhor, fazendo o melhor. Uma crença poderosa permite o máximo de sinergia e foco na obtenção de resultados. Dessa forma, seremos capazes de assumir uma identidade básica de alto padrão em constante transformação, com o grande desafio de aprender, crescer, mudar e melhorar. Ultrapassando barreiras, superando obstáculos, poderemos aprender com o passado, aproveitar o presente e acreditar no futuro e, assim experimentar o poder do auto-desenvolvimento e da auto-realização. Essa experiência pode gerar uma sensação extraordinária de bem-estar e harmonia, algo quase divino. Para maximizar ainda mais essa sensação, experimente realizar o perdão a si mesmo e quaisquer outras coisas que podem causar mágoa a você, afinal somos seres humanos com virtudes e defeitos, falhas e imperfeições. Perdoar é o alicerce da liberdade e saúde emocional.
Você pode Vencer, só depende de você.

Atingir objetivos é sinal de Persistência!

por Silvio Carajeleascov

Como realizar aquilo que desejamos? Esse é um desafio que normalmente abre nossos dias. Pela manhã quando acordamos e abrimos os olhos, nós já conquistamos um milagre que poucos observam, pois DEUS nos confiou mais um dia, olhe como somos importantes para ELE. Veja estamos despertos e conscientes. Acordar o corpo pode ser mais rápido que acordar a mente. Pronto, já estamos de pé, o que fazer agora?Pensamos em algumas das atividades rotineiras, os compromissos e assim por diante. Para aumentar a produtividade e diminuir o stress, um bom planejamento de tempo é eficaz. É perturbador ao final do dia, perceber que fizemos menos do que poderíamos, talvez por uma questão de falta de prioridade e foco.

Esquecendo o conceito do foco em resultados, que é tão valorizado por muitos, mas utilizado por poucos, concluímos que 24 horas são insuficientes para as nossas atividades e surge a sensação que o dia ideal deveria ter mínimo 30h. Costumo dizer que Deus é justo, sendo assim, ele fez o tempo igual para todos. A única diferença é o que cada um de nós faz com ele o que quer.

Saber o que realmente desejamos pode parecer uma coisa tola. Mas os números nos mostram que a maioria das pessoas não sabe exatamente o que desejam. A falta de especificidade na elaboração de um objetivo gera perda de energia, frustração e angustia. Você pode achar que estou exagerando, mas a ansiedade acarreta uma grande perda de satisfação e alegria. Isso se traduz em excesso de desgaste físico e mental, comprometimento do humor e baixa qualidade de vida. Sendo objetivo podemos tratar as mais diversas questões que nos causam ansiedade e facilita a eliminação desse mal que consome nossa alma.

Para algumas pessoas existe uma habilidade natural para estabelecer objetivos e elaborar estratégias, outras necessitam de maior disciplina para desenvolver adequadamente esse comportamento. A grande questão é que para estabelecermos as melhores estratégias de treino e preparação, realmente necessitamos ter claro o que desejamos.

A clareza e a objetividade permitem aumentar o foco e gerar dessa foram mais resultados satisfatórios, com menos desgaste e mais produtividade. Somo capazes de fazer mais e melhor.

Realizar aquilo que você deseja então e sinal de algo mais que competência é sinal de inteligência.

Você pode ir muito além dos seus sonhos

por Silvio Carajeleascov

Hei!. Meu amigo, você já parou para pensar quais são os seus sonhos? O que é que você pode ou não realizar na sua vida, seja no profissional, financeiro, pessoal ou familiar? Onde aprendemos o que é ou não possível fazer?

Normalmente, aprendemos isso na educação familiar, escolar e profissional. Além disso, no decorrer da nossa vida, isso também acontece em relação às pessoas com as quais convivemos, respeitamos e admiramos. Porém você já parou para pensar que só existe uma pessoa como você? Podem existir outras pessoas parecidas, talvez assustadoramente semelhantes, mas não são iguais. A sua existência é única. Você é único. A estrada da sua vida é sua e de mais ninguém; é resultado de suas escolhas, experiências, aprendizado e daquilo em que você acredita ou não.

A forma como se relaciona com o mundo em que vive é fruto de como você o vê. E você vê o mundo com base naquilo em que acredita sobre ele. Imagine que você seja apresentado a um problema no seu trabalho. Se você pensar que não é capaz de resolvê-lo, não será capaz de resolvê-lo realmente. Mas quando você determina para a sua mente, ela naturalmente busca como realizar a tarefa. Se a primeira informação que ela recebe é que você não é capaz de fazer isso, sua criatividade se limita, suas sensações físicas tendem a ser de cansaço, irritação e até mau humor. Emoções limitadoras são ativadas, reforçando a incapacidade de realizar aquela atividade, projeto ou mesmo uma meta de produção. E, com todo o seu corpo e mente jogando contra você vai ser difícil mostrar que realmente você pode.

Dessa forma, utilizamos todo o nosso pensamento e talento para não realizar tarefas ou resolver problemas, e assim passamos a ter mais uma dificuldade: começamos a acreditar que não somos bons o suficiente. Sua auto-estima começa a ser comprometida, seu grau de certeza em relação à vida fica abalado.

Você pode estar se perguntando se acontece tudo isso apenas em razão de ter acreditado não ser capaz de realizar. Sim! Isso ocorre em segundos. E cada vez, você terá menos capacidade de resolver problemas, atingir objetivos e realizar metas.

Olhe ao seu lado, entre as pessoas com as quais convive: quanto mais problemas as pessoas são capazes de resolver, mais elas são bem remuneradas, seu trabalho é necessário, seu poder de decisão tende a crescer. Isso ocorre porque essa pessoa acredita que é capaz de fazer aquilo que se propõe. Cada vez mais, coisas que antes pareciam improváveis de serem realizadas serão concretizadas, situações adversas serão resolvidas por quem acredita ser capaz de realizar e busca os recursos necessários para isso. Talvez você seja assim, talvez não, mas o fantástico é que você pode mudar isso se quiser. Se você acreditar que pode, da mesma forma, sua mente começará a trabalhar para viabilizar aquilo que deseja; opções começarão a aparecer você perceberá mais claramente o que tem de aprender para realizar aquilo que deseja, pois o alicerce já foi formado, você acreditou no seu poder de superação e realização.

Em minhas palestras eu mostro esta realidade demonstrada no filme “ALÉM DO IMPOSSÍVEL” distribuído pela Siamar treinamentos, onde Henry Ford, o criador da Ford e das linhas de produção, no início do século passado, já nos dizia: “Se você pensa que você pode ou se você pensa que você não pode, não importa. De qualquer forma você está certo”.

Agora, neste exato momento, você pode ir além dos seus limites. Convido você a tomar uma decisão: SURPREENDA!!! .Faça deste dia um grande dia, escolha emoções positivas que permitam aprimorar suas habilidades empresariais, comerciais, de relacionamento com clientes e colegas de trabalho, para que seja capaz de realizar mais do que está acostumado a fazer. Assim, você começa a expandir seu padrão de comportamento. Que emoções são essas? Alegria, entusiasmo, bom humor e otimismo são alguns exemplos. Associe a isso determinação, coragem, compromisso, amor e disposição de continuar crescendo e se superando. Você descobrirá como é capaz de ir além de seus SONHOS.

Comportamento e Ação.

Motivação do Dia

Silvio Carajeleascov, profissional na área de Marketing a mais de 18 anos e com mais de 1.600 palestras em todo o Brasil, vem se destacando pelo seu trabalho. Hoje é apaixonado pela vocação que tem de transmitir mensagens a profissionais e empresas, além de apaixonado pela própria vida e família. Silvio não traçou planos para chegar à posição onde se encontra hoje. Tudo aconteceu de forma espontânea. Mas, daqui pra frente sonha em conseguir aplicar seu conceito Inovador, conscientizando empresas e colaboradores quanto à aplicação de programas de qualidade de vida.

Neste texto mostra como as pessoas podem alcançar plenitude na vida. E demonstra que, em alguns casos, quando é necessário renunciar algo que queremos muito – ter ou fazer - em prol de uma atividade, vale lembrar que ‘muitas vezes menos pode ser mais’.


Agradeço a Deus por ter me dado a oportunidade de encontrar minha vocação em tempo de exercê-la. E, ao contrário do que eu imaginava aos 20 e poucos anos, minha vocação não era empreender, mas ajudar os outros. Minha missão é trabalhar para o desenvolvimento de pessoas e organizações, promovendo a qualidade de vida e a Motivação, em meu entender, o grande instrumento para transformação da sociedade e redução das desigualdades. Ministrando palestras e escrevendo artigos, tenho conseguido exercitar com verdadeira paixão este propósito de vida. E para fazer isso, tenho que me renovar e estudar continuamente. É quando me lembro de Sêneca que dizia: “Gosto de aprender porque me capacita a ensinar”.

Acreditando que ainda há muito por realizar, profissionalmente pretendo auxiliar mais as organizações no desenvolvimento e implantação de programas de Motivação e Qualidade de Vida, e aproveitando oportunidades como as Palestras para conscientizar e sensibilizar os colaboradores. Mas a vida me ensinou a apreciar o caminho ao invés de projetar a felicidade sempre para o futuro. Vivemos numa constante, sempre insatisfeitos com o que temos. Olhamos a todo instante para frente, onde queremos chegar, e para os lados, para monitorar como os outros estão fazendo, e nos esquecemos de olhar para trás, reconhecendo o quanto já avançamos.

Por fim, gostaria de escrever uma mensagem para você que está lendo este artigo. Ele fala sobre como gerenciar a própria vida, tanto pessoal como profissional.

Lembre-se de que sua caixa de entrada nunca estará vazia. Temos por hábito colocar a carreira em primeiro plano porque ela é o vetor para alcançarmos posses, status e conforto. Trabalhamos muito e negligenciamos a saúde, a família, os amigos, sempre adiando planos. Faça hoje o melhor que puder, com os recursos que tiver. A vida é mais gostosa quando agimos como condutores e não passageiros! Busque contemplar o equilíbrio em suas Sete Vidas.

por Silvio Carajeleascov

Frases famosas

Quando uma porta se fecha, outra se abre. Mas, muitas vezes, nós ficamos tanto tempo olhando, tristes, para a porta fechada que nem notamos que se abriu outra para nós”

Alexander Graham Bell