terça-feira, 14 de julho de 2009

Obstinação, perseverança e competência


Roberto Luiz Justus, empresário, publicitário, escritor, palestrante, cantor e apresentador, em recente entrevista para Hebe Camargo no SBT (13/07/2009), revelou o segredo do sucesso de suas empresas: equipe. Ele revela que hoje pode se dar ao luxo de ficar algum tempo afastado de suas empresas graças as equipes que estão muito bem estruturadas.
Justus ficou popular através do reality show “O Aprendiz”, que selecionou e premiou funcionários, sócios e universitários. Inovação e criatividade acompanham a carreira de quem está trabalhando com Justos. Sua agência, a Newcomm Comunicação Integrada, é considerada um dos grandes cases de comunicação do país. O empresário também se tornou sócio de duas grandes redes de publicidade internacionais.
No início de 2004, com a aquisição da Bates pelo grupo inglês WPP, Justus tornou-se sócio do maior grupo de comunicação do mundo, formando o Grupo Newcomm, primeira holding mista da história da propaganda brasileira em regime de gestão compartilhada.
Para Justos, “não devemos temer mudanças, devemos mudar os que as temem”. Tem “Inovação” como palavra chave. E comenta sobre o erro: “Todo mundo erra, é natural do ser humano, o importante é acertar mais do que errar. Reconhecer quando você erra. Não insistir no erro e saber dar a volta. O grande empresário é aquele que percebe que não está no caminho certo e sabe dar a guinada em tempo. Eu tive sucesso porque acertei mais do que errei”.
Em junho de 2009, Justus assinou contrato de quatro anos como apresentador de televisão, com o SBT, onde receberá no minimo R$ 12 milhões por ano, já que terá sociedade no faturamento de suas produções. Vale lembrar que o ultimo “O Aprendiz” arrecadou cerca de R$ 70 milhões em 15 exibições, projetando um faturamento anual para Justus, na nova empreitada, de cerca de R$ 50 milhões por ano ou algo em torno de R$ 200 milhões durante seu contrato.
Obstinação e perseverança são as marcas desse empresário, que soube acompanhar as mudanças do mundo e se posicionou em tempo, frente a todas elas.

Eduardo Teixeira

2 comentários:

  1. Não o considero tudo isso não. Há muita gente por trás de todo este sucesso. E arriscar sem temer é para quem já está com as contas em dia...rs.

    ResponderExcluir

Obrigado por sua participação. Continue enviando comentários.
Obrigado.