quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Sou um Guereiro e você?


Silvio Carajeleascov
Se a tristeza chegar ao seu coração, seja forte, é hora de você lembrar que como todas as pessoas têm um lado guerreiro. Guerreiros nem sempre tem belas armaduras. Guerreiros, às vezes, se vestem como eu e você, acordamos cedo de manhã pra trabalhar, se preocupam em dar o melhor para as pessoas ao redor. Sabem que se caírem, leva um exército consigo. Porque na verdade o guerreiro sabe que as batalhas são travadas diariamente dentro de si mesmo. Batalhas de vencer a solidão, vencer a tristeza, vencer as inseguranças que "comprou" de outras batalhas.

O guerreiro também chora! Às vezes em silêncio! Há momentos em que não reconhece sua armadura, que se sente ferido, se sente "fracassado". Ora, meu irmão guerreiro! Lembre-se de quantas vezes você venceu pela luz do seu sorriso, de quantos soldados alegrou com suas palavras. Lembre-se de quantas vezes você lutou bravamente, conquistando seus objetivos.

Lembra-se das vezes em que você foi persistente quando ninguém acreditava em você? Liderou seu mundo, foi em frente e depois curtiu cada minuto de sua vitória. Por mais triste, por mais difícil que esteja sendo o momento agora, seja forte!

A armadura é necessária! Não deixe seu peito aberto a quaisquer críticas. Faça sua peneira. Veja o que lhe serve, realmente. O que é bom pra você? Tenha sua espada sempre à frente, mostrando que deve dar um "chega pra lá" nas pessoas que querem provar que seu sonho é só uma utopia infantil.
Veja só: se você tem um sonho de criança, é hora de realizá-lo! As doces crianças não colocam limites nos seus sonhos. Colorem seus projetos e chegam lá devagarzinho, dentro de toda inocência.

O verdadeiro guerreiro vai trilhando com amor no coração, reconhecendo sim, a força de outros combatentes, assim com o respeito que deve ter, sem menosprezar ninguém. O verdadeiro guerreiro é humilde e essa é sua fortaleza. Luta pelo que ama, pelo que almeja, luta pelos seus. Sem precisar humilhar ninguém.

Muitas vezes somente usa seu escudo. Poupa energia de ficar defendendo seus pontos de vista, inultimente. O guerreiro sabe a importância da energia pessoal. E não se esquece de entrar em contato consigo, de se dar presentes, de cuidar dos seus instrumentos (seu corpo, sua mente, seu espírito, seu ser), não se esquece de dar-se alegria, porque sabe que é o grande líder. O grande líder da sua própria vida!

Meus amigos, sejamos líderes de nossas vidas, levantemos a cabeça até o Grande Arquiteto do Universo. Deus acredita em você!!! Acredite em si mesmo! E faça os outros acreditarem em si mesmos.

Silvio Carajeleascov – Palestrante Motivacional
(35) 9919-1917
e-mail – silvioyes@hotmail.com – multlux@hotmail.com

4 comentários:

  1. é luciano de registro tbm com vc abraço sucesso

    ResponderExcluir
  2. Sua historia de vida é maravilhosa, não invejo e nem quero que a minha seja assim.
    Meus parabens

    ResponderExcluir
  3. Oi . Sou de Santa Rita Do Sapucai, fiquei emocionado com sua historia, meu nome Danilo kaique da escola sinha moreira. Eu ouvi essa historia e queria compartilhar com voce!


    Há aluns anos, em um dia quente de verao, um pequeno menino decidiu ir nadar no lago que havia atras de sua casa. Na pressa de mergulhar na agua fresca, foi correndo e deixando pra traz sapato, as meias e a camisa. Voou pra agua, não percebendo que enquanto nadava para o meio do lago, um jacare estava deixando a margem e entrando na agua.
    Sua mae, em casa, olhava pela janela enquanto os dois estavam cada ves mais perto um do outro.
    Com medo absoluto, correu para o lago, gritando para seu filho o mais alto quanto conseguia.
    Ouvindo sua voz, o pequeno se alarmou, deu um giro e comessou a nadar de volta ao encontro de sua mae. Mas era tarde...
    Assim que a alcanssou,o jacare tambem o alcançou...
    A mae agarrou seu menino pelos braços enquanto o jacare agarrou seus pes. Comessou um cabo-de-guerra incrivel entre os dois! O jacare era muito mais fortedo que a mae, mas a mae era demais apaixonada para deixa-lo ir.
    Um fasendeiro que passava por perto ouviu os gritos, pegou a espingarda e disparouno jacare.
    De forma impressionante, após semanas e semanasno hospital, o pequeno meninosobreviveu. Seus pes, estremamente machucados pelo ataque do animal, e, em seus braços, os riscos profundos onde as unhas de sua mae estiveran cravadas no esforço sobre seu filho que ela amava.
    Um repoter de jornal, que entrevistou o menino após o trauma, perguntou-lhe se podia mostrar suas cicatrizes. O menino levantou seus pes. E entao, com obvio orgulho, disse ao reporter:
    _”mas olhe em meus braços... Eu tenho grandes cicatrizes em meus braços tambem! Eu as tenho porque minha mae não deixou eu ir...”

    ResponderExcluir

Obrigado por sua participação. Continue enviando comentários.
Obrigado.