quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Boas compras


Dezembro chega ao fim com um resultado financeiro desastroso para mim.
Sabe aquele comportamento impulsivo e até irresponsável? Pois bem, usei e abusei nas ultimas semanas. Fui compelido ao consumo exagerado, muitas das compras não eram prioridades, mas mesmo assim eu as fiz. Será que devo me tratar em uma clínica de recuperação para cidadão de pouca renda com mania de classe A?
Entre tantas bobagens, cito a compra de um microondas, mas por que eu comprei essa porcaria? Já tenho um e nem usamos, mas quando vi os novos modelos, meu cérebro me disse: “nossa que microondas fantástico, o nosso já tá velinho, tá na hora de trocar”. Fui lá e financiei sem entrada e em 400 parcelas com juros desconhecidos. A outra compra de que não posso me orgulhar foi um novo aparelho de televisão. Comprei um de 29 polegadas (já tenho um) só porque o preço era muito pequeno. Depois da compra vi que TVs desse tipo estão em desuso e quem sabe se ainda estão sendo fabricados. Se era pra comprar uma TV nova, que fosse de LCD com todas aquelas parafernálias que eu não entendo mas que parecem ser a ultima tecnologia.
Ah, aproveitei e troquei meu celular. Não sei bem porque fiz isso. O atual é bem útil, faz e recebe ligação, tem calculadora, despertador, joguinho, agenda e compromissos, toca mp3 e exibe alguns filmes, mas não tem TV. Aí pensei: “poxa, meu celular não tem TV. Uma TV no celular vai ser bem útil quando eu estiver na fila do banco ou na sala do dentista, alem de ter sintonia de rádio e a fotografia é de melhor qualidade, vou comprar tô precisando”. Comprei, e só pra exibir meu novo brinquedo fui pra fila da lotérica, mas procurei aquela lotérica mais lotada. Liguei o aparelho e a TV não sintonizou com qualidade. É interferência desse monte de equipamento, disse a caixa da loteria. Lógico que me frustrei, mas não me senti derrotado, ainda restava à limpeza no dentista. Ele sempre me deixava esperando séculos, meu passatempo principal já era contar as consoantes nos textos das velhas revistas da sala de espera. Cheguei com meia hora de antecedência pra dar tempo de ver algum programa. Marquei minha presença e nem bem sentei já fui chamado, a atendente sorrindo informou que houve uma desistência e que eu estava com sorte, já ia ser atendido.
Bem, mas posso me orgulhar de ter comprado um jogo de bar em aço inox com bom preço em uma loja de presentes. Tem pegador de gelo, tábua de corte, coqueteleira, misturador, balde de gelo, facas de corte, abridores, coisinhas, pilão e um lindo suporte do pilão. Já estou procurando um curso de bar man pra aprender a usar esse monte de coisas. Tem uma agulhona que parece seringa para elefante. Pesquisei e descobri que ainda terei de comprar um refil de ar comprimido pra usar esse apetrecho, que seria um saca-rolhas de ar comprimido. Nossa! Terei de fazer ainda mais duas compras, o refil do ar comprimido e algumas garrafas de vinho pra serem abertas, né? Já não tenho dinheiro e os cartões estão todos sem limites, mas posso dar uns chequinhos Pré-datados e depois eu vejo como fica.
Feliz 2010

por Eduardo Teixeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação. Continue enviando comentários.
Obrigado.